Karol & Deivede // Rio Claro

Um dia desses parei na minha janela, e fiquei olhando pra cidade e pensando nessa coisa que é o tempo, o futuro e o envelhecer. Tem uns estudos que apontam (estudo sempre apontam! Rsrs!) que começamos a ter o primeiros sinais de envelhecimento aos 27 anos. Outros arriscam ser aos 25. Estou com 24 anos, então estou quase começando a ficar velho. O raciocínio que quero destacar é que o tempo está passando muito rápido. Anteontem parece que era sexta-feira e depois de amanhã parece que é sexta-feira de novo! Lembrei de uma música do John Mayer chamada “Stop This Train” e ela trata exatamente desse pensamento.

“Stop this train
I want to get off
And go home againI can't take the speed it's moving in…”

Pare esse trem
Eu quero sair
E ir pra casa de novo
Não consigo suportar a velocidade que ele se move

(...)
“So scared of getting older
I'm only good at being young
So I play the numbers game
To find a way to say that life has just begun.”

Tanto medo de envelhecer
Sou bom somente em ser jovem
Então brinco com o jogo dos números
Pra descobrir um jeito de dizer que a vida acabou de começar.

A gente cresce e as coisas passam, como se estivéssemos sentamos na poltrona de um trem com a janela ao lado, vendo estações e mais estações chegarem e se distanciarem. Pessoas entrarem e saírem. Algumas se sentam perto de nós e nos acompanham, tornando a viagem especial. Tão especial que nos acostumamos com a velocidade que o trem se move, escolhemos não mais parar o trem e seguimos o curso da vida ao lado dessa pessoa que tornou tudo isso especial. E aí tudo muda! O envelhecer já não importa mais.

A Karol e o Deivede estão sentados perto um do outro e a viagem deles tornou-se especial por essa razão. Eles não querem mais parar o trem. Eles querem sentar juntos e seguir assim: juntos. Esse trem da vida não tem como parar, mas tem como fazer a viagem valer a pena. Obrigado Karol e Deivede por confiar em nós e nos convidar a viajar junto com vocês.

“Once in a while, when it's good
It'll feel like it should…”

De vez em quando, quando tudo estiver bem
Você sentirá como se tudo fosse como é pra ser...